Especial: SIC 20 Anos

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Boa Noite! Seja bem-vindo ao "SIC 20 Crescemos Juntos!"
No ano em que a SIC comemora os seus 20 anos de existência, e tal como a estação o está a fazer nos programas "Querida Júlia", "Boa Tarde", "É-Especial" e "Gosto Disto!", também aqui no SIC Blog será relembrada a programação da SIC ao longo destes 20 anos que... "Crescemos Juntos!".

Caça ao Tesouro foi um Game Show de televisão português, transmitido na SIC entre os anos de 1994 e 1995. Tratava-se de um concurso em que os participantes tinham de descobrir os prémios, seguindo as pistas fornecidas pelos concorrentes.
O programa tinha a duração de cerca 120 minutos e teve como apresentadores Henrique Mendes, Rita Blanco e Catarina Furtado.
Era um programa cheio de adrenalina, aventura e até algum risco à mistura. Catarina Furtado percorria o País numa verdadeira caça ao tesouro sendo guiada por pistas que lhe iam sendo fornecidas.


Lembra-se disto? Partilhe as suas memórias sobre "Caça ao Tesouro"!  

ESTEVE 3 ANOS SEM PROJETOS ANTES DE "ROSA FOGO"



Irene Cruz, atriz consagrada no teatro e na televisão com anos de carreira, conta porque foi afastada de fazer televisão durante 3 anos, até ser chamada para fazer a novela da SIC "Rosa Fogo"...

Na novela Rosa Fogo dá vida a Gilda Azevedo Mayer, uma mulher que já sofreu muito e que perdeu dois filhos. Revê-se nesta personagem de alguma forma?
Não é que não tenha tido sofrimentos na minha vida, mas foram menores do que os da Gilda. Não sou empresária, não sou uma senhora cheia de dinheiro, pelo contrário vivo do que ganho. Se trabalho mais, ganho mais, se trabalho menos, ganho menos. Em relação à humanidade, revejo-me porque ela vê as pessoas como gente e não como coisas, porque é assim que deve ser... o dinheiro não é nada. E esta mulher, apesar de ter um fausto de vida, é uma pessoa que entende o ser humano. Nos primeiros episódios identifiquei a cor da personagem e a sua musicalidade e depois segui o ritmo... e eu via a cor da Gilda muito violeta. Apaziguadora e acolhedora, amava as pessoas que a circundavam e cuidava muito bem dos empregados.


Mas falávamos sobre o facto de ter estado três anos fora do pequeno ecrã...
Três anos parecem longos, mas passaram rapidamente. E aconteceu não ter projetos nem na TV nem no teatro. Na televisão não sei o que aconteceu mas não me chamaram. E eu também não sou de andar a telefonar às pessoas para as lembrar que existo. Eu existo, as pessoas sabem que há uma atriz chamada Irene Cruz que até não representa mal de todo e é só comunicar que, se eu quiser, estiver livre e me apetecer, digo que sim. Não sei explicar esses três anos.









Nesse tempo que esteve afastada, teve medo de nunca mais ser chamada para a televisão? Até porque isso já aconteceu a alguns atores com uma longa carreira...
Pois. Eu fazia um exame de consciência, que é este: eu tenho a minha maneira de estar no trabalho. Sou uma trabalhadora, oiço os outros, digam eles barbaridades ou coisas acertadas. Depois, tiro as minhas ilações, as coisas acertadas fixo mas as disparatadas não aceito. Não sei tudo, mas sei alguma coisa mais que alguns outros. E quando esses outros querem dar ordens eu oiço, mas não ligo. Oiço porque sou uma pessoa bem-educada e depois dou a volta por cima. Mas depois há pessoas que dizem coisas nas nossas costas em relação a nós. Aqui há alguns anos tinham inventado que eu rejeitava as novelas porque achava que fazê-las não era digno...

E alguma vez pensou que fazer novelas não era digno?
Nunca, e até é uma barbaridade. Quando soube isto comecei a transmitir o contrário nas entrevistas porque há sempre quem oiça e quem leia. Até que alguém me telefona e eu digo: até que enfim que alguém me convida, porque eu estava a ser posta de parte pela maledecência de uma pessoa. Nada melhor para afastar alguém do que dizer mal de alguém. Disseram coisas horríveis da minha pessoa... foi muito grave. Fiquei com a vida muito complicada.

Mas sentiu-se esquecida?
Quem não aparece acaba por ser esquecido. Não devia acontecer com todas as pessoas porque eu já cá ando há muitos anos e já dei provas mais do que provadas daquilo que sei fazer. Mas nesses três anos senti-me esquecida e perguntava-me 'porquê?'. E via colegas da minha idade a fazerem trabalhos e a repetirem-se. E pensava: 'porquê que a mim não me convidam?' Lá está, porque não se lembraram da minha existência. As pessoas da produção deviam ser mais atentas e ver o que se faz em teatro porque há muitos valores por aí que não são aproveitados.

Fonte: Noticias TV






















































Estreia 2ª feira, dia 7, na SIC Notícias

fdh‘Fora d’Horas’ é o novo late night show da SIC Notícias que estreia já na próxima 2ª feira. Na apresentação temos Clara de Sousa e Ana Lourenço que dividem as 2ªs feiras, Miguel Ribeiro às 3ªs, Augusto Madureira às 4ªs, Martim Cabral e Teresa Conceição dividem as 5ªs e Luís Vaz fecha a semana sendo o apresentador de 6ª feira. Um programa que para além ter conversas informais em estúdio e no exterior, promete um final de noite diferente a quem o assistir. A não perder, a estreia na próxima 2ª feira!

SÓNIA BRAGA NÃO ENTRA EM "DANCIN DAYS"


Parece estar confirmado, a atriz Sónia Braga que protagonizou a novela original brasileira "Dancin Days", não deverá participar no remake da SIC.
Segundo noticia um site brasileiro:
“Sónia Braga deve ficar de fora da versão portuguesa da novela "Dancin' Days". A atriz estava muito animada com o convite da Globo e da emissora portuguesa SIC, mas acabou de assinar contrato para protagonizar uma nova série para a TV americana,  "Meddling Mom", e será difícil conciliar os dois projetos. A produção começará a ser gravada no mês que vem e tem estreia prevista para maio de 2013.”
Está assim, para já afastada a hipótese da atriz fazer uma participação especial na versão portuguesa de "Dancin Days", a nova novela da SIC a estrear em breve.

"FÍSICA E QUÍMICA" 3ª TEMPORADA HOJE NA SIC RADICAL

Estreia nesta segunda-feira, dia 30 de Abril, às 18h30, na SIC Radical, a 3ª temporada da série juvenil espanhola 'Física o Química'. Um autêntico fenómeno de audiências em Espanha, e cá também tem feito bons resultados no canal temático da SIC.
Transmitida pela Antena 3, canal de televisão generalista em Espanha, 'Física-Química' é uma série juvenil que tem 7 temporadas e que narra as aventuras de um grupo de professores novatos e a vida dos estudantes de um colégio.
Os professores são jovens, entusiastas, inseguros e imaturos. Há muitas coisas que ainda não resolveram nas suas vidas, mas têm que agir como guias para os seus pupilos. Muito ao estilo de Morangos com Açúcar, que vai já na 9ª temporada na TVI, 'Física ou Química' é um produto com temas muito mais fraturantes, muito explícitos e com uma grande componente sexual.
O grande sucesso desta série polémica deve-se ao facto de a adolescência não ser tratada como um problema. Sexo, violência nas aulas, amores, homossexualidade, problemas sociais, dilemas, medos, racismo e suicídio vivem pouco harmoniosamente nesta escola e nos mundos que a rodeiam.
Não percas, a 3ª temporada desta série juvenil na antena da SIC Radical.
Fonte: Funtastic

LÍLIA CABRAL VEM AOS "GLOBOS DE OURO" PARA PROMOVER "FINA ESTAMPA"

domingo, 29 de abril de 2012

A carismática atriz brasileira Lília Cabral, que brevemente vamos puder ver na novela "Fina Estampa", vem a Portugal para promover juntos dos portugueses a novela em que é uma das personagens principais da história, e estará também presente na Gala dos "Globos de Ouro" a 20 de Maio para entregar um dos prémios.  
Pode ler-se num site do Brasil que: 
Lília Cabral irá a Lisboa divulgar a estreia de 'Fina estampa'

Lília Cabral irá a Lisboa para divulgar a estreia de “Fina estampa” em Portugal, na SIC, no dia 21 de maio. A protagonista do folhetim participará de programas da emissora e apresentará uma das categorias do prémio Globos de Ouro.
Está assim revelado um dos convidados que vem do Brasil para os "Globos de Ouro", e como se pode ler acima, Lília deverá ir aos programas "Querida Júlia" e "Boa Tarde" para promover a nova novela brasileira "Fina Estampa" que a SIC estreia em breve... 
Veja em baixo a 1ª promo de "Fina Estampa" na SIC...

AUDIÊNCIAS: SÁBADO, 28 DE ABRIL


SAIBA COMO NASCERAM OS "HOMENS DA LUTA"



Encarnar os Homens da Luta dá-vos coragem para enfrentar determinadas situações?
Não se explica racionalmente isso, pois envolve adrenalina. Por exemplo, estivemos na manifestação na Maternidade Alfredo da Costa, vestidos de mulheres, com barrigas de grávidas, ridículos. Antes de chegarmos estamos nervosos, é sempre assim. Mas depois começa a música, o quiririri, o barulho da malta e pronto.

E como é que nasceram os Homens da Luta?
De uma piada entre mim e o meu irmão, como aliás já é habitual. Estávamos a ver imagens de uma manifestação na televisão e começámos a dizer coisas do género: "É pá, hoje a luta foi cansativa. Amanhã vou meter folga à luta..." Como se fossemos dois profissionais daquilo. E logo sentimos que tínhamos criado ali qualquer coisa. Começámos por fazer a luta pura e dura, a dizer mal, a criticar. Um dia, em 2008, num comício do Sócrates, decidimos ir lá dizer bem. "Força Sócrates, tu és bom para a luta". E isso fez-nos ganhar um fôlego novo, pois entrámos na ironia. Agora entrámos noutra fase, quase surreal, de levar os temas à letra. Por exemplo: o pacote de ajuda (arranjamos uma brasileira com um ganda ‘pacote' e lá vamos nós). Não há limites. Somos livres e esse é o nosso segredo.

Qual foi a maior loucura que já fez?
Saltar de pára-quedas. Brincámos com a emigração e o conceito de ‘dar o salto'. O problema é que eu e o meu irmão temos medo de alturas. Depois logo se vê.

Vocês que andam no meio das pessoas sentem mais revolta?
Infelizmente sinto mais resignação. Por um lado, o sentimento de revolta e mostrá-la é uma válvula de escape. Mas quando começamos a sentir que já nem vale a pena dar esse grito é quando se entra numa fase negativa e perigosa, em que começamos a carregar para dentro e chega a um ponto a coisa explode. Isso está a acontecer na Grécia, por exemplo. As pessoas já começam a perder a esperança. É como a injustiça que eu estava a falar, de ver gajos a fazerem m... e não lhes acontece nada. Isso só gera sentimentos como a inveja.

Nunca tiveram medo?
Talvez no 12 de Março. Foi um dia histórico, com muita gente na rua, muita gente com raiva. Estava com receio, mas fomos, pois tínhamos de ir. De repente estávamos na Avenida da Liberdade no meio de 200 mil pessoas, todos a cantar. Estivemos mais de cinco horas seguidas naquilo. A certa altura, uma velhinha veio ter comigo, abraçou-me e disse: "Ó filho, todas te querem."

Como é o homem por detrás do Neto?
Tranquilo. Tenho uma vida normal, uma mulher, uma filha. Encaro o que faço como uma profissão e não como uma missão.

Consegue separar bem as coisas?
No início era mais inquieto. Felizmente isso tem-me passado. Até porque tenho conseguido trabalhar. A verdade é que não me iludo com facilidade. Sei que dependo sempre dos resultados. Não tenho padrinhos, nunca tive. E isso faz-me ter força todos os dias. E o facto de isso não ser uma regra em todas as áreas revolta-me. Se calhar esse é o maior mal de Portugal.

Refere-se a algum caso em particular?
Refiro-me a todas as situações que são alheias aos resultados. Vamos imaginar que sou humorista e algumas pessoas bem colocadas acham-me graça, acham que sou genial. Por isso dão-me um programa e este tem maus resultados. Acham que o problema são as pessoas, que são burras. Por isso dão-me mais um programa e este volta a ter maus resultados. Mais uma vez a culpa é das pessoas, que não percebem como sou genial. Por isso dão-me mais um programa... Isto acontece muito. Mas eu defendo a ditadura do resultado. Não levo a mal que quando fizer uma coisa que não dê certo me peçam para encostar. Isso aconteceu-me na SIC Radical e fez-me bem, obrigou-me a abrir a pestana, fazer-me à vida. A única justiça que pode haver é a justiça dos resultados. Há muita gente que pensa que o povo é burro, o que é um bode expiatório excelente. Mas o povo é sábio. E se o povo não acolhe o que eu faço sou eu que não estou a fazer bem. Isso tem sido o segredo da nossa longevidade. Por isso é que os Homens da Luta se assumem como populista.

Fonte: Noticias:TV

SIC promete grande festa de aniversário

Luís Marques, director-geral da SIC contou ao Corrreio da Manhã que mais de 400 mil euros é quanto a SIC pode vir a pagar pelos festejos do seu 20º aniversário. "Neste momento é muito dinheiro para nós, mas não podemos deixar de assinalar a data".

 A estação de Carnaxide comemora este ano o seu 20º aniversário, dia 6 de Outubro, fazendo uma grande festa pois "é importantíssimo festejarmos os 20 anos do canal que mudou a televisão em Portugal, mesmo que isso implique custos elevados", diz Luís Marques. A SIC no ano passado não chegou a comemorar o seu 19ª aniversário com um grande evento, logo este ano os festejos são, no entender de Luís Maruqes, "inevitáveis". "Cortámos os custos antes, reestruturámos a empresa antes... pelo que algumas despesas já estavam previstas.
De outra maneira era impossível", diz. "Este tipo de eventos, e não falo especificamente deste, mas de uma maneira geral, em todos os canais, são sempre dispendiosos. Diria que custam acima dos 400 mil euros", remata.

Luís Marques revela ainda que para os Globos de Ouro [20 de Maio] se conseguiu encontrar uma solução entre a SIC e uma empresa de publishing e o evento foi financiado. Quanto a outros investimentos, o director-geral da SIC confessa já estar a pensar nos concursos para a Taça da Liga e admite que quer os melhores jogos, mas "provavelmente não tenho dinheiro para isso".

"EXAME SEMANAL"

sábado, 28 de abril de 2012

Boa Noite! Seja Bem-vindo ao "Exame Semanal"da SIC.
Esta rubrica de análise semanal tem por objetivo demonstrar a performance audiométrica da grelha da SIC ao longo da semana de 16 a 20 de Abril de 2012, e caracterizar negativa (a vermelho) ou positiva (a verde) a programação do canal. A análise centra-se na comparação entre os 3 canais generalistas.
Ídolos 5
Desceu em relação à semana anterior e continua longe do rival. 

Querida Júlia
 Continua a não convencer nas manhãs com resultados fracos.

Primeiro Jornal
 Bons valores num horário fraco antes e depois.

Podia Acabar o Mundo
Um começo difícil para a novela portuguesa está a garantir o último lugar.
 É o grande destaque negativo da semana!

Perfeito Coração
 Venceu apenas um dia, ficando os outros 3 em último lugar.

Boa Tarde
 Apesar do 2º posto, esteve mais fraco esta semana comparado com o concorrente.

Morde & Assopra
                                        * Jornal da Noite                  * A Tarde é Sua
O horário é dela. Na quinta-feira foi emitida mais cedo e venceu. O "Jornal da Noite" ficou em 2º lugar no dia.
Jornal da Noite
                                                 * Futebol na RTP1           * Futebol na SIC
Perante o que recebe, o informativo da SIC teve um mau desempenho.

Gosto Disto!
                                              * Futebol na RTP1           * Futebol na SIC
O programa ganhou um dia, mas também ficou outro em último. No geral, bom desempenho.

Rosa Fogo
A novela de Patrícia Muller continua em alta e venceu quase a semana toda. 
É o grande destaque positivo da semana!

Insensato Coração
A novela brasileira continua a dar luta no horário, muito perto da concorrente, venceu 1 dia.

O "Exame Semanal" voltará no próximo Sábado para mais uma avaliação!

IRENE CRUZ FALA SOBRE A EXPERIÊNCIA EM "ROSA FOGO"


O seu núcleo tinha uma carga emocional muito forte. Confrontos com as netas e um impostor que se fazia passar por seu filho. Como é que lidou com isso?
Consigo separar as coisas porque sou atriz há 53 anos, portanto tenho essa obrigação. Em teatro é mais perigoso porque encarnamos a mesma pessoa todas as noites. Em televisão vivemos as personagens em instantes e em bocadinhos. Tanto faço cenas do episódio 20, como a seguir faço do episódio 40. A dificuldade aí é perceber a trajetória da personagem, perceber a sua identidade, como dizer as frases e que condimento colocar... o sentimento do instante. E é por isso que temos uma folha com a trajetória da personagem, mas são pequenas análises de cena a cena que nos dão algumas dicas. No início leio os episódios de fio a pavio, depois começo a ler apenas as minhas cenas.

Qual é o truque para não se deixar abalar pelo percurso das suas personagens?
Quando as personagens são mais ferozes para a minha sensibilidade, tenho um ritual: chego ao camarim e levo muito tempo a despir a roupa, a tirar os acessórios... e como tenho um duche no meu camarim vou para debaixo dele e limpo a minha alma! Depois olho ao espelho, vejo a Irene e digo: 'a ver se não te magoas muito'. Aprendi a pôr o coração de parte. A entregar o meu coração à personagem no momento exato, mas não o da Irene.

Qual tem sido o feedback deste seu trabalho?
Começou logo no estúdio, porque vejo logo pelas caras das pessoas se estão agradadas ou não em relação ao trabalho que estou a fazer e esse é o meu público imediato. Mas o feedback que vem do exterior é o mais importante porque é para essas que eu trabalho. E tem sido muito bom, é muito agradável ouvir as coisas bonitas que as pessoas me dizem. Eu, ao ver-me, ponho sempre imensos defeitos, porque acho que pode ser sempre melhor. Não está mal, mas tenho a mania das perfeições.

Esteve três anos parada antes desta novela. Porque ficou afastada da TV tanto tempo?
Aconteceu. Não tenho contrato de exclusividade com nenhuma estação... Nunca me propuseram, mas eu prefiro mesmo ser independente.

Consegue identificar algum motivo para nunca ter assinado um contrato?
Sou uma pessoa muito independente. A partir de um determinado momento da minha vida tornei-me assim em todos os aspetos. Mas se alguém me oferecesse...não sei, tinha de ser pensado. Se monetariamente compensasse, talvez pensasse nisso...

Isso nunca aconteceu?
Não... talvez porque mostrei sempre esta minha faceta. Em todo o caso, não tenho agente nenhum. Não tenho nem quero... mal ou bem vou fazendo os meus negócios. Mal, porque não sei negociar. Mas estou feliz comigo própria e sinto-me bem assim...

Entretanto, as gravações já terminaram. Foi um trabalho cansativo?
Dormia duas horas por noite porque também estava a fazer uma peça. Chegava a casa perto da uma da manhã, mas o sono não vinha logo. Aproveitava sempre antes de adormecer para dar uma olhada nos textos porque ajuda a fixar. E muitas vezes vinham-me buscar às 7 e eu, às 5, já estava acordadérrima porque para já não posso acordar e andar à pressa. Tenho de ter o meu tempo para tratar de mim e dos meus meninos, que são os meus cães, para dar-lhes carinho e festinhas. As 5 e meia, punha-me a olhar outra vez para os textos para voltar a fixá-los porque decorar 20 e tal cenas por dia não consigo. Porque somos humanos, não somos máquinas, embora às vezes as pessoas pensem que somos [risos]. Mas eu tenho a mania que tenho de ser perfeita, depois enervo-me e começo a bloquear.

Fonte: Noticias TV
























































AUDIÊNCIAS: SEXTA, 27 DE ABRIL



GABRIELA DIZ QUE MUITA GENTE QUER IR PARA A SIC...

A Diretora de Produção da SIC, Gabriela Sobral, garante que existem profissionais na TVI que querem ir para a SIC“As pessoas querem vir trabalhar na ficção da SIC. Há aqui uma viragem: quando entrei na SIC sentia que havia uma certa resistência, e neste momento posso dizer que há muita gente a querer vir trabalhar para a SIC”.
Com isto, ela não inclui apenas atores que são frequentes nas produções da TVI“Outros que estão no mercado e que não fazem ficção há alguns anos, ou nunca fizeram, e que querem colaborar com a SIC, porque há uma credibilização grande da ficção”, afirma Gabriela Sobral.
Estas afirmações surgem depois de a Diretora da SIC ter dito que estaria atenta a todos os atores que terminam brevemente contrato com a TVI, e também depois de virem a público rumores do desconforto e descontentamento das atrizes Maria João Luís e Maria João Bastos, esta última que apesar de estar a gravar uma série para a TVI, parece não estar plenamente satisfeita com o seu percurso profissional que tem sido feito nestes últimos anos na ficção da TVI.
Fonte: atelevisão

"ÍDOLOS": COMEÇA AMANHÃ A FASE DO TEATRO


Tróia é o destino dos candidatos que passaram nos castings!
Começa amanhã a fase do Teatro para encontrar o novo ídolo nacional

Os 150 candidatos apurados nas audições já estão a competir na fase do Teatro, no Centro de Espectáculos do Tróia Design Hotel.  Nesta etapa, os cantores terão de conquistar os membros do júri para conseguir superar três fases: 
1ª Prova Fase Palco Chorus Line
Em grupos de 10 colocados em chorus line, um a um cantam com microfone um excerto de uma canção. Imediatamente o júri elimina alguns concorrentes.

2ª Prova Fase Palco TriosDividos
 em trios escolhidos pelos próprios candidatos apurados da prova anterior,  terão de escolher uma canção de uma lista elaborada pela produção, e cantar com uma coreografia idealizada pelos três elementos. No final de cada atuação o júri decide quem fica e quem volta para casa.

3ª Prova Fase Palco Piano
Individualmente os restantes candidatos escolhem uma de entre várias canções selecionadas pela produção e, acompanhados ao piano, terão de provar merecer passar à fase seguinte.


Após a fase do Teatro, apenas os 30 melhores seguem em frente até ao Juízo Final.
Amanhã à noite, “Ídolos” na SIC.
Ídolos 05 2012 LB 2609 Chorus Line 399 397 6050.JPG
Ídolos 05 2012 LB 2633 Chorus Line 949 098 364 .JPG
Ídolos 05 2012 LB 2622 Chorus Line 364.JPG
IMG_4725 (2).JPG
IMG_4765 (2).JPG
IMG_4701 (2).JPG
Ídolos 05 2012 LB 2673 Chorus Line Juri Manuel Bárbara Tony Pedro .JPG
IMG_4741 (2).JPG
IMG_4786 (2).JPG
IMG_4853 (2).JPG

MARCAMOS O ARRANQUE DE CADA DIA: ÀS 07:00

COM: JÚLIA PINHEIRO E JOÃO PAULO RODRIGUES...

SIC LÍDER DO HORÁRIO NOBRE DESDE O INÍCIO DO ANO!

 
SIC Blog © 2012 | Designed by Bubble Shooter, in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions